Share

Newsroom

Garantir ensino e emprego de elevada qualidade e equitativo é crucial para o futuro de Portugal

 

01/04/2015 - Portugal conclui com êxito uma reforma e um programa de ajustamento exigentes e começa a ver os benefícios desse esforço. De acordo com o recente relatório da OCDE, são agora necessárias medidas para promover a equidade e a qualidade do ensino, bem como outras reformas do mercado de trabalho, a fim de ajudar o país a garantir a prosperidade futura.

 

«Portugal conseguiu lidar bem com os efeitos imediatos da crise», afirma o Secretário-Geral da OCDE, Angel Gurría, no lançamento do relatório em Lisboa, em conjunto com o Primeiro-Ministro Pedro Passos Coelho. «Desenvolver as competências corretas e garantir que estas são aplicadas de forma eficaz serão os alicerces fundamentais para a competitividade e para a prosperidade a longo prazo em Portugal». (Discurso completo aqui)

 

O Relatório de Diagnóstico: Estratégia de Competências para Portugal (Skills Strategy Diagnostic Report – Portugal) da OCDE apresenta um diagnóstico dos desafios em matéria de competências que o país enfrenta e fornece uma base sólida para a identificação de possíveis medidas para o reforço do desenvolvimento, activação e utilização das competências.

 

O relatório identifica 12 desafios em matéria de competências que Portugal enfrenta, retirados de quatro seminários interactivos de diagnóstico, que se realizaram em 2014 e tiveram a participação de um vasto leque de partes interessadas. De modo a satisfazer as necessidades de competências futuras, será necessária uma educação e formação de adultos pertinente e de  elevada qualidade, bem como terá de ser aumentado o rendimento escolar entre os jovens ao longo do ensino secundário e do ensino superior.

 

De igual modo, são necessárias reformas adicionais a fim de possibilitar empregos estáveis e de boa qualidade. Uma elevada percentagem de trabalhadores, particularmente os jovens, foi contratada com contractos temporários. Estes trabalhadores lidam com uma maior insegurança no emprego e menores oportunidades de participar na educação de adultos e na formação fornecida pelos empregadores.

 

Também será fundamental o financiamento de um sistema de competências mais equitativo e eficaz. O equilíbrio do orçamento de Portugal, no curto e no longo prazo, exigirá uma maior atenção dada à afectação dos recursos escassos entre os sectores.

 

O relatório está disponível em língua inglesa em:  http://skills.oecd.org/developskills/documents/Portugal-Diagnostic-Report-web.pdf

 

Está disponível uma versão do resumo executivo em língua portuguesa em:  http://skills.oecd.org/developskills/documents/Portugal-Sumario-executivo-web.pdf

 

Para mais informações, os jornalistas devem entrar em contacto com a Divisão para a Comunicação Social da OCDE (tel. 33 1 45 24 97 00).

 

 

Related Documents